CONVOCATÓRIA

Terminado o mandato do Conselho Paroquial de Pastoral (CPP) da Paróquia de Santo António das Antas, daremos início, a partir do dia 1 de setembro, à eleição para novo mandato do CPP de representantes dos grupos paroquiais.

Tendo nomeado responsáveis para procederem à eleição dos vários grupos paroquiais, cada grupo será convocado para a respetiva eleição.

Todo o processo deve estar concluído até 30 de setembro de 2021.

Porto, 31 de Agosto de 2021

Pe. José Lopes Baptista, Pároco

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Porto: Bispo presidiu à Missa Crismal e afirmou que depois da «prostração» é tempo «do levantamento» - Agência ECCLESIA
A Rádio SuperFestas Bonfim em parceria com o Pelouro da Cultura da Junta de Freguesia do Bonfim, destacou algumas associações e pessoas a nível individual, que colaboraram nos últimos anos na área da Cultura e Desporto da Freguesia.
Por este motivo os Escuteiros do Agrupamento 391 Antas receberam uma medalha como agradecimento. Parabéns aos Escuteiros das Antas!
Fotos da publicação de Paróquia Santo António das Antas
Paróquia de Santo António das Antas acolheu Missa Nova do Padre Leonel Foi com enorme alegria que, no dia 18 deste mês, a Paróquia das Antas acolheu na sua Igreja o Padre Leonel Rocha para aí celebrar a sua Missa Nova. Nasceu há 34 anos, em Aguiar de Sousa, e é o mais velho de três irmãos. Ainda adolescente, mudou de residência para esta zona da cidade do Porto. Como ele referiu, aqui estudou e experimentou o mundo do trabalho. No início desta solene celebração a secretária da Comissão Permanente da Paróquia das Antas, saudou e agradeceu a presença da assembleia referindo: “Estamos reunidos para celebrar esta que é a Missa Nova do recém-ordenado Padre Leonel Rocha, partilhando com ele a plenitude do momento”. E ao terminar a sua mensagem disse: “Queremos que o Padre Leonel sinta todo o nosso carinho e a imensa alegria desta Igreja que hoje, em festa, o acolhe e com ele, e por ele, agradece, reza e canta ao Deus da Bondade” O Padre Leonel, emocionado, agradeceu as palavras que lhe foram dirigidas e acrescentou que é costume antes de se iniciar a eucaristia alguém ler as intenções. “Esta eucaristia também tem intenções: Pelo meu pai, falecido este ano, pelos familiares mais próximos, pelos sacerdotes que comigo foram ordenados, e por aqueles a quem pudéssemos dizer pessoalmente: Chegamos aqui.” No início da homília disse sentir uma sensação de aniquilamento com a Imagem de Santo António ao lado! Nesta eucaristia (XVI Domingo do tempo comum) a figura do Pastor está presente de uma forma muito incisiva e direta, principalmente na 1ª leitura, no salmo e no evangelho. «Ai dos Pastores que perdem e dispersam as ovelhas do meu rebanho». Este alerta do livro de Jeremias levou-o até à pergunta do Bispo da Diocese, no dia da sua ordenação: Quereis unir-vos cada vez mais a Cristo, Sumo Sacerdote, que por nós se ofereceu ao Pai”. Relativamente à missão dos que lhe são confiados, referiu o padre Leonel: “que nunca se ouçam as palavras do evangelho «eram como ovelhas sem pastor». Muitas vezes as ovelhas sem pastor são o fruto de normas autoritárias, da recusa dos que pensam de forma diferente, da maior apetência para ser juiz do que para dar consolo”. Palavras finais do Padre Leonel Agradeço as palavras do Senhor Cónego Baptista. Agradeço em primeiro lugar a presença de todos vós. Viestes das mais diversas partes. Por teres estado aqui durante este tempo, por teres chegado cedo. Só o teres vindo foi o melhor presente que poderia ter. Agradeço a todos os que de forma mais visível ou invisível prepararam esta celebração, ao coro, aos leitores, por quem está a preparar a transmissão, que ainda corre. Obrigado a todos. Obrigado aos irmãos padres, tanto àqueles que comigo foram ordenados no domingo passado, também a todos os outros que aqui estão. Obrigado ao senhor Cónego Baptista que me acolheu nesta Comunidade, na residência paroquial, na paróquia, me abriu as portas de sua casa, arriscando. É um homem com experiência, habituadíssimo durante toda a vida a receber estagiários. Mas é sempre um risco, é preciso ter um coração muito grande para se abrir a porta da casa, sem saber a quem. Dizia que tenho características específicas. Tenho, e às vezes não é fácil lidar comigo, reconheço. Mas agradeço a paciência e agradeço acima de tudo a partilha. Obrigado a todos por este momento. Participaram nesta celebração 12 sacerdotes e o diácono da Paróquia. No final da celebração todos os que quiseram cumprimentar o Padre Leonel puderam fazê-lo, (e a grande maioria da assembleia o fez), sempre dentro das normas de segurança impostas pela pandemia. A limitação dos lugares na Igreja impediu que muitos mais pudessem estar presentes, mas os meios de transmissão audiovisuais, permitiram que a cerimónia fosse seguida em cerca de 600 casas. JTB
Paróquia de Santo António das Antas acolheu Missa Nova do Padre Leonel – Semanário da Diocese do Porto
Paróquia Santo António das Antas atualizou o seu estado.
“MISSA NOVA” Leonel Rocha 18 de julho Igreja das Antas 11h00 https://www.youtube....ch?v=AH8b8bk9Bdg *******************************************************************
Voz Portucalense
*******************************************************************
Oito novos sacerdotes da Diocese do Porto serão ordenados no domingo, 11 de julho, pelas 16h00, na Igreja de S. Lourenço (Grilos). Entre eles, será ordenado o Leonel Rocha, 34 anos, nosso paroquiano e que estagiou connosco durante três anos. A Voz Portucalense publica os testemunhos dos oito sacerdotes. Aqui registamos o testemunho dado pelo Leonel. «Quando é que o seu amor a Cristo passou a ser chamamento para a vida sacerdotal? R: Não há uma teofania. É uma sede que se vai sentindo aumentar até ao nível da desidratação. Aí, não dá mais para recusar. Necessito de beber da água! Assumo a dificuldade em dizer que fui protelando a decisão. Todos temos o nosso timing. Este, quero crer, é o que Deus quis! Há nesta escolha pelo sacerdócio ministerial algo de paradoxal. É uma espécie de egoísmo altruísta. Sigo por este caminho na busca da minha felicidade. No entanto, esta felicidade alicerça-se no amor a Cristo e à Igreja e concretiza-se no desempenho amoroso pelo outro. Como foi o seu percurso de vida até chegar ao Seminário? R: Cresci como qualquer outro rapaz sem a mais pálida ideia de que um dia chegaria ao Seminário. Nasci em Aguiar de Sousa e ainda enquanto adolescente aconteceu a mudança de residência para a cidade do Porto. Estudei. Experimentei o mundo do trabalho. Possuía plena consciência de que não me sentia realizado e feliz no empenho das minhas energias e tempo. Esta inquietação constante manteve-me alerta. Ia presenciando a alegria invasora na vida de cada amigo que encontrava o seu caminho. Isso dava-me alento. Também eu encontraria o meu. Era uma questão de tempo. Não minto, é preciso coragem para dar os passos necessários. Por vezes hiperbolizamos os receios. Mas, quando olhamos para trás, percebemos que a única hipérbole foi a da bondade de Deus para connosco manifestada através daqueles que nos ajudaram a chegar aqui. Para si o que é ser padre hoje? R: A pergunta leva-nos para um universo mais complexo do que aquele que parece à priori. A Igreja que precisamos e discernimos para o mundo de hoje é que vai definindo o perfil do padre hodierno. Não pode partir de um projeto pessoal. O tempo que nos foi dado viver é específico demais para se compadecer com soluções do passado. Diria que terá de ser um homem atento às mudanças, ao mundo, às pessoas e a Deus. Um homem livre. Arejado. Sem medos. Que procura a santificação e que seja sinal da presença de Jesus.» Voz Portucalense
Fotos da publicação de Paróquia Santo António das Antas
Bom dia, segue abaixo o link para a transmissão online via youtube da Eucaristia Dominical.
A Eucaristia inicia às 11h00. https://youtu.be/AH8b8bk9Bdg Pode também aceder à transmissão através da nossa página Web usando o botão "Transmissão Eucaristia".
Bom dia, segue abaixo o link para a transmissão online via youtube da Eucaristia Dominical. A Eucaristia inicia às 11h00. https://youtu.be/yH9NjLU3geo Pode também aceder à transmissão através da nossa página Web usando o botão "Transmissão Eucaristia". https://www.paroquia-antas.pt/
Paróquia Santo António das Antas
ORDENAÇÕES 2021- Leonel Rocha, Seminário Maior do Porto Dia 11 de julho, na Catedral do Porto (na Igreja de S. Lourenço - “Grilos”), será ordenado sacerdote o nosso Diácono Leonel. É uma grande alegria para todos nós festejarmos este momento tão especial. A Paróquia das Antas está a preparar uma oferta para assinalar este dia. Pensamos que, para quem vai iniciar a sua vida sacerdotal e paroquial, a oferta mais indicada seria uma oferta monetária dentro das possibilidades de cada um. Assim, quem puder e quiser, poderá fazer a oferta directamente ao Diácono Leonel ou junto da secretarial paroquial. A “missa nova” será no dia 18 de julho, nesta Igreja das Antas, às 11h00. Segue o link para poderem acompanhar a transmissão, uma vez que a Igreja terá lugares limitados: https://www.youtube....ch?v=AH8b8bk9Bdg P. José Baptista *******************************************************************
Voz Portucalense
*******************************************************************
Oito novos sacerdotes da Diocese do Porto serão ordenados no domingo, 11 de julho, pelas 16h00, na Igreja de S. Lourenço (Grilos). Entre eles, será ordenado o Leonel Rocha, 34 anos, nosso paroquiano e que estagiou connosco durante três anos. A Voz Portucalense publica os testemunhos dos oito sacerdotes. Aqui registamos o testemunho dado pelo Leonel.   «Quando é que o seu amor a Cristo passou a ser chamamento para a vida sacerdotal? R: Não há uma teofania. É uma sede que se vai sentindo aumentar até ao nível da desidratação. Aí, não dá mais para recusar. Necessito de beber da água! Assumo a dificuldade em dizer que fui protelando a decisão. Todos temos o nosso timing. Este, quero crer, é o que Deus quis! Há nesta escolha pelo sacerdócio ministerial algo de paradoxal. É uma espécie de egoísmo altruísta. Sigo por este caminho na busca da minha felicidade. No entanto, esta felicidade alicerça-se no amor a Cristo e à Igreja e concretiza-se no desempenho amoroso pelo outro.   Como foi o seu percurso de vida até chegar ao Seminário? R: Cresci como qualquer outro rapaz sem a mais pálida ideia de que um dia chegaria ao Seminário. Nasci em Aguiar de Sousa e ainda enquanto adolescente aconteceu a mudança de residência para a cidade do Porto. Estudei. Experimentei o mundo do trabalho. Possuía plena consciência de que não me sentia realizado e feliz no empenho das minhas energias e tempo. Esta inquietação constante manteve-me alerta. Ia presenciando a alegria invasora na vida de cada amigo que encontrava o seu caminho. Isso dava-me alento. Também eu encontraria o meu. Era uma questão de tempo. Não minto, é preciso coragem para dar os passos necessários. Por vezes hiperbolizamos os receios. Mas, quando olhamos para trás, percebemos que a única hipérbole foi a da bondade de Deus para connosco manifestada através daqueles que nos ajudaram a chegar aqui.   Para si o que é ser padre hoje? R: A pergunta leva-nos para um universo mais complexo do que aquele que parece à priori. A Igreja que precisamos e discernimos para o mundo de hoje é que vai definindo o perfil do padre hodierno. Não pode partir de um projeto pessoal. O tempo que nos foi dado viver é específico demais para se compadecer com soluções do passado. Diria que terá de ser um homem atento às mudanças, ao mundo, às pessoas e a Deus. Um homem livre. Arejado. Sem medos. Que procura a santificação e que seja sinal da presença de Jesus.»   Voz Portucalense
ORDENAÇÕES 2021- Leonel Rocha, Seminário Maior do PortoDia 11 de
Folha Dominical 11 de Julho de 2021
https://www.paroquia-antas.pt/  «Começou a enviá-los»
Domingo XV do Tempo Comum AVISO : Domingo 18 de Julho não haverá missa às 12h15 ***************************
EVANGELHO (Mc 6, 7-13)
***************************
Naquele tempo, Jesus chamou os doze Apóstolos e começou a enviá-los dois a dois. Deu-lhes poder sobre os espíritos impuros e ordenou-lhes que nada levassem para o caminho, a não ser o bastão: nem pão, nem alforge, nem dinheiro; que fossem calçados com sandálias, e não levassem duas túnicas. Disse-lhes também: «Quando entrardes em alguma casa, ficai nela até partirdes dali. E se não fordes recebidos em alguma localidade, se os habitantes não vos ouvirem, ao sair de lá, sacudi o pó dos vossos pés como testemunho contra eles». Os Apóstolos partiram e pregaram o arrependimento, expulsaram muitos demónios, ungiram com óleo muitos doentes e curaram-nos.  ********************
Palavras do Pároco
********************
Esta folha dominical será a última que faremos nesta altura de férias. Será retomada em setembro.
Também a transmissão da Eucaristia dominical das 11h00, pelo nosso canal do YouTube, terminará no próximo Domingo, dia 18, com a transmissão da “missa nova” do então Padre Leonel.
Desejamos a todos umas boas férias, sempre com a presença de Deus no nosso Caminho!  P. José Baptista  ******************************************************************
ORDENAÇÕES 2021- Leonel Rocha, Seminário Maior do Porto
******************************************************************
Oito novos sacerdotes da Diocese do Porto serão ordenados no domingo, 11 de julho, pelas 16h00, na Igreja de S. Lourenço (Grilos). Entre eles, será ordenado o Leonel Rocha, 34 anos, nosso paroquiano e que estagiou connosco durante três anos.
A Voz Portucalense publica os testemunhos dos oito sacerdotes. Aqui registamos o testemunho dado pelo Leonel.  «Quando é que o seu amor a Cristo passou a ser chamamento para a vida sacerdotal?
R: Não há uma teofania. É uma sede que se vai sentindo aumentar até ao nível da desidratação. Aí, não dá mais para recusar. Necessito de beber da água! Assumo a dificuldade em dizer que fui protelando a decisão. Todos temos o nosso timing. Este, quero crer, é o que Deus quis! Há nesta escolha pelo sacerdócio ministerial algo de paradoxal. É uma espécie de egoísmo altruísta. Sigo por este caminho na busca da minha felicidade. No entanto, esta felicidade alicerça-se no amor a Cristo e à Igreja e concretiza-se no desempenho amoroso pelo outro. Como foi o seu percurso de vida até chegar ao Seminário?
R: Cresci como qualquer outro rapaz sem a mais pálida ideia de que um dia chegaria ao Seminário. Nasci em Aguiar de Sousa e ainda enquanto adolescente aconteceu a mudança de residência para a cidade do Porto. Estudei. Experimentei o mundo do trabalho. Possuía plena consciência de que não me sentia realizado e feliz no empenho das minhas energias e tempo. Esta inquietação constante manteve-me alerta. Ia presenciando a alegria invasora na vida de cada amigo que encontrava o seu caminho. Isso dava-me alento. Também eu encontraria o meu. Era uma questão de tempo. Não minto, é preciso coragem para dar os passos necessários. Por vezes hiperbolizamos os receios. Mas, quando olhamos para trás, percebemos que a única hipérbole foi a da bondade de Deus para connosco manifestada através daqueles que nos ajudaram a chegar aqui. Para si o que é ser padre hoje?
R: A pergunta leva-nos para um universo mais complexo do que aquele que parece à priori. A Igreja que precisamos e discernimos para o mundo de hoje é que vai definindo o perfil do padre hodierno. Não pode partir de um projeto pessoal. O tempo que nos foi dado viver é específico demais para se compadecer com soluções do passado. Diria que terá de ser um homem atento às mudanças, ao mundo, às pessoas e a Deus. Um homem livre. Arejado. Sem medos. Que procura a santificação e que seja sinal da presença de Jesus.» Voz Portucalense
Folha Dominical  11 de Julho de 2021https://www.paroquia-antas.pt/
Bom dia, segue abaixo o link para a transmissão online via youtube da Eucaristia Dominical.
A Eucaristia inicia às 11h00. https://youtu.be/7Y7CPzQCzl4

Próximos Eventos

  • XXV Domingo do Tempo Comum

  • S. Mateus, Apóstolo e Evangelista

    Festa de São Mateus, Apóstolo e Evangelista, denominado Levi, que, chamado por Jesus para O seguir, deixou a sua função de publicano ou cobrador de impostos e, admitido entre os Apóstolos, escreveu um Evangelho, no qual se proclama especialmente que Jesus Cristo é filho de David, filho de Abraão, Aquele que levou à plenitude a promessa do Antigo Testamento.

  • Dia Mundial do Migrante e do Refugiado

  • XXVI Domingo do Tempo Comum

  • Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael

    Entre «os puros espíritos que também são denominados Anjos» (Credo do Povo de Deus), sobressaem três, que têm sido especialmente honrados, através do séculos e a Liturgia une na mesma celebração. Além das funções próprias de todos os Anjos, eles aparecem-nos, na Escritura Sagrada, incumbidos de missão especial.  S. Miguel (= «Quem como Deus»?) é o príncipe dos Anjos, identificado, por vezes, como o Anjo do turíbulo de ouro de que fala o Apocalipse. É o Anjo dos supremos combates. É o melhor guia do cristão, na hora da viagem para a eternidade. É o protector da Igreja de Deus (Apoc. 12-19).  S. Gabriel (= «Deus é a minha força») é o mensageiro da Incarnação (Dan. 9, 21-22). É o enviado das grandes embaixadas divinas: anuncia a Zacarias o nascimento do Precursor e revela a Maria o mistério da divina Maternidade. Pio XII, em 12 de Janeiro de 1951, declarou este Arcanjo patrono das telecomunicações.  S. Rafael (= «Medicina de Deus») manifesta-se na Bíblia como diligente e eficaz protector duma família, que se debate para não sucumbir às provações. É conselheiro, companheiro de viagem, defensor e médico. Honrando os Anjos, cuja existência nos é abundantemente testemunhada pela Sagrada Escritura, nós exaltamos o poder de Deus, Criador do mundo visível e invisível.

  • Adoração do Santíssimo Sacramento

    na Igreja

  • XXVII Domingo do Tempo Comum

  • Encontro Diocesano de Acólitos

  • XXVIII Domingo do Tempo Comum

  • Ministros Extraordinários da Comunhão

    Formação na Casa Diocesana de Vilar

Contactos

Igreja das Antas
Rua Santo António das Antas, 15
4200 - 483 PORTO
Telefone: 225021006
Email: geral@paroquia-antas.pt